Francisco Praciano: Frente Parlamentar Mista de Combate à Corrupção

08-10-2011 08:42

O deputado federal Francisco Praciano presenciou uma manifestação ocorrida no dia 28/09/2011 onde integrantes da organização não governamental Rio da Paz, em um ato simbólico em favor da ética no Parlamento brasileiro, haviam colocado 594 vassouras no gramado em frente ao Congresso: soma dos 513 deputados com 81 senadores. Os manifestantes defenderam a aplicação da Lei da Ficha Limpa e o voto aberto de parlamentares.

O presidente da Frente Parlamentar Mista de Combate à Corrupção, deputado Francisco Praciano (PT-AM), elogiou a iniciativa e recebeu uma das vassouras.

"Eu achei lindo, uma belíssima de uma manifestação”, disse o parlamentar. “Acho que todos os deputados aqui deveriam receber simbolicamente essa vassoura, pelo menos aqueles que dizem: 'me dê a minha vassoura que eu vou fazer um pouco de limpeza, vou fazer a minha parte' ." A Frente Parlamentar Mista de Combate à Corrupção foi instalada em abril deste ano e conta com a adesão de 205 deputados e 11 senadores.

De acordo o deputado Francisco Praciano, existem mais de 100 proposições tramitando na Câmara e mais de 40 no Senado sobre o tema.

Entre outros pontos, os projetos defendidos pela Frente buscam dar mais rapidez aos processos judiciais de casos de corrupção e estabelecem maior transparência na liberação e aplicação de recursos públicos.

Fiscalização de contas
O presidente da Frente de Combate à Corrupção afirmou que além de sensibilizar os parlamentares, o grupo vai tentar realizar ações junto aos poderes Executivo e Judiciário. Francisco Praciano defende medidas como o fortalecimento dos tribunais de contas dos estados (TCEs) e dos ministérios públicos estaduais e federal.

"Nós temos que gastar dinheiro - chamamos isso até de um PAC da moralidade, é o PAC de combate à corrupção – dando maior estrutura funcional aos TCEs, ao Ministério Público Federal e dos estados”, explicou o deputado. “Precisamos de juízes especializados no combate à corrupção, também com estrutura."

 

Agência Câmara de Notícias