ARENDT, Hannah

ARENDT, Hannah

Bibliografia Primária

 

ARENDT, Hannah. [1958]. A Condição Humana. Trad. Roberto Raposo. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 10 ed., 2005.

____. A Dignidade da Política. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999.

____. A Promessa da Política. Trad. Pedro Jorgensen Jr. Rio de Janeiro: DIFEL, 2008.

____. A Vida do Espírito. Trad. Antonio Abranches. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1993.

____. [1969] Crises da República. Trad. José Volkmann. São Paulo: Perspectiva, 1973.

____. Compreender: formação, exílio e totalitarismo. (ensaios 1930-1954) Org. Jerome Khon. Trad. Denise Bottman. São Paulo: Cia das Letras, 2008.

____. Compreender. Ensaios; Franz Kafka, uma Reavaliação. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

____. Correspondence with Karl Jaspers, 1926-1969. Nova York: Harcourt Brace, 1994.

____. Da Desobediência Civil. São Paulo: Editora Perspectiva S.A., 2000.

____. [1963].Da Revolução. Trad. Fernando D. Vieira. Brasília: UnB, São Paulo: Ed. Ática, 1988.

____. [1964].Eichmann em Jerusalém. Trad. José R. Siqueira. São Paulo: Cia das Letras, 2003.

____. [1954]. Entre o Passado e o Futuro. Trad. Mauro W. B. Almeida. São Paulo: Perspectiva, 2003.

____. [1968]. Homens em Tempos Sombrios. Trad. Ana Luisa Faria. Lisboa: Ed. Relógio d'Água, 1991.

____. Iluminismo e Questione Hebraica. Napoli: Edizioni Cronopio, 2007.

____. Lectures on Kant´s political philosophy. Chigado: University of Chicago Press, 1989.

____. Lições Políticas sobre Kant. Rio de Janeiro: Dumará Distribuidora de Publicações LTDA., 1993.

____. O Que é Política? Trad. Reinaldo Guarany. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004.

____. [1951]. Origens do Totalitarismo. Trad. Roberto Raposo. São Paulo: Cia. das Letras, 1989.

____. Origins of Totalitarianism. Cleveland and New York: Meridian Books, 1958.

____. Responsabilidade e Julgamento. Trad. Rosaura Eichenberg. São Paulo: Cia das Letras, 2004.

____. Sobre a Revolução. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

____. [1969].Sobre a Violência. Trad. André Duarte. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1999.

 

 

Bibliografia Secundária em Português

 

ADEODATO, J. M. L. O Problema da Legitimidade. No Rastro do pensamento de Hannah Arendt. Rio de Janeiro. Forense Universitária, 1989.

ADLER, Laure. Nos passos de Hannah Arendt. Rio de Janeiro: Record, 2007.

AGUIAR, Odílio Alves. Filosofia e Política no Pensamento de Hannah Arendt. Fortaleza: EUFC, 2001.

____. Filosofia, Política e Ética em Hannah Arendt. Ijuí. Ed.Unijuí. 2009.

AGUIAR, O. A. [et. al.]. Origens do totalitarismo, 50 anos depois. RJ: Relume-Dumará, 2001.

AMIEL, Anne. Hannah Arendt, política e acontecimento. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

BOBBIO, Norberto. A Era dos Direitos. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Campus, 1992.

____. Direito e Poder. Trad. Nilson Moulin. São Paulo: Ed. Unesp, 2007.

BREA, Gerson; NASCIMENTO, Paulo; MILOVIC, Miroslav. Filosofia ou Política, Diálogos com Hannah Arendt. São Paulo: Annablume Editorial, 2010.

CORREIA, Adriano (coord). Transpondo o abismo: Hannah Arendt entre a filosofia e a política. SP: Forense, 2002.

COURTINE-DENAMY, S. O cuidado com o mundo: diálogo entre Hannah Arendt e alguns de seus contemporâneos. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2004.

DUARTE, André. O Pensamento à Sombra da Ruptura: política e filosofia em Hannah Arendt. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

_____ (org). A banalização da violência: a atualidade do pensamento de Hannah Arendt. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2004.

_____. Vidas em risco: crítica do presente em Heidegger, Arendt e Foucault. Rio de Janeiro: Forense, 2010.

JARDIM, Eduardo. Hannah Arendt, pensadora da crise e de um novo início. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

LAFER, Celso. A Reconstrução dos Direitos Humanos: Um diálogo com o pensamento de Hannah Arendt. Cia. Das letras, 2006

____. Hannah Arendt: pensamento, persuasão e poder. 2 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003.

______. A ruptura totalitária e a reconstrução dos direitos humanos: um diálogo como pensamento de Hannah Arendt. São Paulo: Companhia das Letras, 1988

MORAES, Eduardo Jardim; BIGNOTTO, Newton (orgs.). Hannah Arendt: Diálogos, Reflexões e Memórias. Minas Gerais: UFMG, 2003.

OLIVEIRA. Luciano. 10 lições sobre Hannah Arendt. Petrópolis: Vozes, 2012.

ORTEGA, Francisco. Para Uma Política da Amizade: Arendt, Derrida, Foucault. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000.

RIBAS, Christina Miranda. Justiça em tempos sombrios, a justiça no pensamento de Hannah Arendt. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2005.

ROVIELLO, Anne-Marie. Senso comum e modernidade em Hannah Arendt. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

SOUKI, Nádia. Hannah Arendt e a banalidade do mal. Belo Horizonte: UFMG, 1998.

YOUNG-BRUHEL, Elisabeth. Por Amor ao Mundo: a vida e a obra de Hannah Arendt. Trad. Antonio Transito. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1997.

WAGNER, Eugênia Sales. Hannah Arendt e Karl Marx. O mundo do trabalho. Cotia: Ateliê Editorial, 2000.

XARÃO, F. Política e liberdade em Hannah Arendt. Ijuí: UNIJUÍ, 2000.

 

Bibliografia Secundária em Outras Línguas

 

ABENSOUR, M. et. al. (org). Colloque Hannah Arendt: politique et pensée. Paris: Ed. Payot, 2004.

CANOVAN, M. The political thought of Hannah Arendt. New York: Harcourt Brace Jovanovzch, 1974.

CAYGILL, Howard. Hannah Arendt: a reinterpretation of her political thought. Cambridge: Cambridge Univ., 1994.

D'ENTREVES, Maurizio Passerin. The Political Philosophy of Hannah Arendt. Nova Iorque: Routledge: 1994.

ENEGRÉN, A. La pensée politique de Hannah Arendt. Paris: PUF, 1984.

GALETTO. G. Hannah Arendt: sentido común y verdade. Buenos Aires: Biblos, 2009.

HINCHMAN, L.P. e HINCHMAN, S.K. (orgs.). Hannah Arendt: critical essays. Albany: Suny Press, 1994.

KRISTEVA, Julia. Hannah Arendt, life is a narrative. Toronto: Univesity of Toronto Press, 2001.

LEFORT, Claude. Hannah Arendt et la question de du politique, essais sur le politique. Paris: seuil, 1986.

ROVIELLO, Anne-Marie. Sens comum et modernité chez Hannah Arendt. Bruxelas: Ousia, 1987.

ROVIELLO, Anne-Marie; WEYEMBERG, Maurice (coord). Hannah Arendt et la modernite. Paris: VRIN, 1992.

TAMINIAUX, Jacques. La fille de thrace et le penseur professionel: Arendt et Heidegger. Paris: Payot, 1992.

TASSIN, E. Le trésor perdu. Hannah arendt l´intelligence de l´action politique. Paris: Paiot, 1999.

VILLA, Dana. Arendt and Heidegger – the fate and the political. New Jersey: Princeton university press, 1996.

______. The Cambridge Companion to Hannah Arendt. Cambridge: Cambridge University Press, 2000.

WOLIN, R. Los hijos de Heidegger: Hannah Arendt, Karl Lowith, Hans Jonas e Herbert Marcuse. Madrid: Ed. Cátedra, 2001.