Bitcoin: tudo o que você sempre quis saber, mas tinha vergonha de perguntar

Com as recentes altas da bitcoin, a moeda criptografada nunca esteve tão valorizada e em evidência como nos últimos dias. Contudo, se você não está por dentro da tecnologia, o Olhar Digital preparou um guia com as 10 perguntas e respostas mais comuns envolvendo a moeda. Confira:

1. A bitcoin é anônima?

Veja também:Como comprar e vender BitcoinsEntenda por que a Bitcoin é a moeda favorita dos invasoresBitcoin bate novo recorde e supera os R$ 5,8 mil

Apesar de oferecer um grande nível de privacidade, a bitcoin não é anônima e pode sim ser rastreada. Todas as transações ficam registradas em uma extensa lista de dados pública.

2. Qualquer pessoa pode comprar bitcoin?

Sim. Não há qualquer restrição. Você só precisa seguir os passos de cada site que realiza o serviço e arcar com as tarifas estipuladas por eles. Este tutorial ensina como comprar a moeda na página Mercado Bitcoin.

3. Quanto vale uma bitcoin?

A bitcoin vive a melhor fase de sua história. No momento da publicação desta reportagem, ela está avaliada em US$ 1.925,47 (cerca de R$ 6.400, na cotação atual). O valor máximo registrado pela moeda, segundo dados do Poloniex, foi de US$ 1.940,88.

4. É segura?

Isso varia. Em tese, a bitcoin é segura e o seu dinheiro está protegido no ambiente digital. No entanto, você precisa tomar algumas precauções, como manter suas senhas bem protegidas e não cair em golpes da internet.

5. É comum ver hackers chantageando usuários em troca de bitcoins. Por quê?

Como dito acima, a bitcoin é uma das formas mais seguras e confidenciais de realizar uma transação financeira. Apesar de ser rastreável, é possível utilizar identidades falsas para fazer a compra de moedas digitais, algo que não é possível com transações envolvendo dólares, por exemplo.

6. O que é mineração?

Diferentemente do dinheiro real, que é impresso em papel moeda, a bitcoin nasce a partir da mineração. Os mineradores ajudam a rede a manter a segurança das transações e são recompensados por isso em bitcoins. Funciona como um datacenter descentralizado. Minerar, no entanto, não é nada fácil e exige um alto gasto de energia elétrica.

7. Quem inventou a bitcoin?

Sabe-se que o codinome do pai da moeda é Satoshi Nakamoto. No entanto, não há informações concretas sobre quem realmente é essa pessoa. Em 2016, o australiano Craig Wright disse possuir provas de que teria sido ele, usando o pseudônimo, quem criou a moeda digital. Semanas depois, mudou de ideia e disse que não iria provar tais afirmações.

8. Existem outras moedas digitais além da bitcoin?

Sim e uma grande quantidade delas, cada uma com suas características. Atualmente, as moedas mais conhecidas além da bitcoin são ethereum, dash, monero, litecoin e syscoin. O valor delas, no entanto, ainda está bem longe da bitcoin. A mais valorizada é a ethereum, que vale US$ 97,12 (cerca de R$ 315,40).

9. Preciso declarar no Imposto de Renda?

Sim. Mesmo que o Brasil não considere bitcoin oficialmente uma moeda, se você possui algumas unidades guardadas, terá de informar à Receita Federal e, talvez, pagar imposto por isso. Para a Receita, a bitcoin é um ativo financeiro passível de tributação e deve ser incluída na categoria “Outros” da declaração.

10. Posso comprar produtos e serviços utilizando bitcoin?

Sim. Atualmente, há uma grande quantidade de produtos e serviços que podem ser adquiridos mediante pagamento em bitcoin. No Japão, por exemplo, estava sendo estudada a possibilidade de pagar contas de luz usando a moeda digital. No Brasil, é possível ver os estabelecimentos que aceitam a moeda digital usando este mapa.

 

CURIOSIDADES

Satoshi Nakamoto é um pseudônimo usado para identificar o responsável, em 2008, por idealizar a primeira criptomoeda mundialmente conhecida que recebeu o nome de Bitcoin (ninguém sabe quem exatamente é Satoshi Nakamoto, o misterioso inventor da criptomoeda). A ideia era a de criar uma moeda digital, não vinculada a uma unidade centralizadora (como no caso do Banco Central no Brasil), que se valeria de um sistema de rede e carteiras digitais, que guardariam e encriptariam cada transação feita por meio digital.

Em seu primeiro ano de criação, meados de 2009, uma unidade de Bitcoin valia cerca de U$ 0,07. Hoje, o criador da bitcoin é a 247ª pessoa mais rica do planeta.

Nesta sexta-feira, 20, o valor da bitcoin superou a marca de US$ 6.000, a cotação mais alta já registrada para a moeda virtual.

O misterioso inventor da bitcoin Satoshi Nakamoto tem cerca de 980.000 bitcoins. Com a cotação atual, a fortuna dele é de cerca de US$ 5,9 bilhões (cerca de 18,8 bilhões de reais).

Bitcoin é apenas uma das mais diversas criptomoedas existentes em 2017, a exemplo da Dash, Monero, Ripple, Litecoins.

 

A Política e suas Interfaces → Economia Política → Bitcoin: tudo o que você sempre quis saber, mas tinha vergonha de perguntar