Inclusão digital é sinônimo de qualidade de vida para idosos

Inclusão digital é sinônimo de qualidade de vida para idosos

            Aos 92 anos, a dona Djanira se inscreveu em um cursinho para ter seu primeiro contato com um computador. Vontade não falta, mas para a maioria do pessoal da terceira idade, esse mundo digital ainda é, sim, um monstrinho de sete cabeças...

          O mais legal dessa realidade é que o interesse dos idosos pela internet e por outras tecnologias está crescendo em ritmo bastante acelerado; sim, aqui no Brasil! Nos últimos oito anos, o número de idosos conectados aumentou quase 1000% - isso mesmo, mil por cento! É o que mostra a última pesquisa do Instituto Locomotiva sobre o assunto. Hoje, segundo o levantamento, já são mais de cinco milhões de idosos brasileiros na internet.

            Outra pesquisa recente, esta realizada pelo Ericsson Consumer Lab, mostra que a penetração do smartphone entre os idosos brasileiros já é de 40%. Especialistas na terceira idade e os próprios idosos concordam que essa inclusão digital tem um reflexo direto na melhora da qualidade de vida e até na saúde do idoso. Junto com o smartphone, Facebook e Whatsapp são unanimidades entre os idosos.

          A dona Cida está entre as mais “viciadinhas” que a gente encontrou. Super atualizada, ela já anda com seu iPhone 7 para cima e para baixo. Posta fotos nos Instagram, publica, curte e compartilha no Facebook e não se surpreende com o número de mensagens que recebe via Whatsapp – provavelmente muito mais do que a maioria de nós...

            Inclusão social, qualidade de vida, maior contato com a família, ver filhos e netos mais frequentemente...a digitalização da terceira idade é só vantagens. Isso, sem contar a diversão...

 

via Olhar Digital

 

Ciência PolíticaPolíticas Públicas de SaúdePolíticas Públicas de Atenção ao Idoso → Inclusão digital é sinônimo de qualidade de vida para idosos